GOVERNO DO ESTADO INVESTIRÁ R$ 30 MILHÕES NA REVITALIZAÇÃO DAS LAGOAS DE PIRATININGA E ITAIPU

Foto:Luiz Morier

Foto:Luiz Morier

Ascom SEA

por Sandra Hoffmann

Obras ambientais em cartão-postal da Região Oceânica de Niterói incluem ações de dragagem e renovação das águas de sistema lagunar

O Governo do Estado vai investir um total de R$ 30 milhões, do Fundo Estadual de Conservação Ambiental (Fecam), na revitalização ambiental do sistema lagunar de Piratininga-Itaipu, na Região Oceânica de Niterói.

O anúncio foi feito hoje (22/01) pelo secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc, ao participar de cerimônia que marcou o início das intervenções ambientais nesse importante ecossistema de Niterói. Segundo Minc, as obras permitirão a renovação e a oxigenação das águas das duas lagoas, favorecendo a navegabilidade, a pesca e o turismo.

Orçadas em R$ 5 milhões (dos R$30 milhões), as obras desta etapa abrangem o desassoreamento do fundo da lagoa de Piratininga, para a retirada de ilhas de material lodoso na entrada dos canais do Tibau e de Camboatá; a instalação de comportas para melhorar o controle do fluxo de entrada e saída das águas do mar no sistema lagunar da região; e a retirada de pedras lançadas por correntes marítimas para os leitos dos canais e da lagoa.

“Os R$ 25 milhões restantes serão investidos em outra etapa da revitalização ambiental do sistema lagunar Piratininga-Itaipu que vai incluir a dragagem mais intensa dos canais centrais das lagoas de Piratininga e Itaipu e a construção de um molhe (estrutura formada por rochas que se estenderá até o oceano) na saída de Itaipu, garantindo a integração entre as duas lagoas através do canal de Camboatá”, disse o secretário, após assinar termo de cooperação técnica para a execução das obras com o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, que participou da cerimônia, ao lado do vice-prefeito, Axel Grael.

O secretário destacou ainda que vai apoiar a Prefeitura de Niterói na criação do Parque Municipal da Viração, que será conectado, através de um corredor, ao Parque Estadual da Serra da Tiririca, e na urbanização da orla de Piratininga. Minc anunciou também a criação do Centro Cultural de Itaipu em cogestão com a prefeitura, que ficará dentro do Parque Estadual da Serra da Tiririca.

“Também vamos deflagrar operações Rolha Ecológica na região para reprimir condomínios e estabelecimentos comerciais que estejam lançando esgoto sem tratamento nas lagoas de Piratininga e de Itaipu. Com isso, fechamos um circuito de sustentabilidade ao garantir a circulação da água das lagoas, favorecendo a pesca e o turismo, a preservação do morro da Viração e ao impedir que esgoto sem tratamento seja despejado neste importante sistema lagunar”, explicou o secretário.

Durante a cerimônia, a presidente do Inea, Marilene Ramos, detalhou o andamento das obras, ressaltando sua importância para garantir a renovação das águas da lagoa.

“Em uma outra etapa, as intervenções  vão incluir a dragagem da Lagoa de Itaipu. Estas obras  são complementares, pois seus sistemas hídricos têm que ser tratados de forma conjunta para garantir a melhoria da qualidade das águas das lagoas de Piratininga e de Itaipu”, afirmou Marilene Ramos.

Ao destacar a parceria com o Governo do Estado, o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, ressaltou a importância das intervenções no sistema lagunar para a melhoria da qualidade de vida da região. Segundo ele, o início desta segunda etapa representa um novo tempo para a cidade de Niterói.

“Na área ambiental, não tenho dúvida de que o secretário Carlos Minc será o nosso ecocamarada neste novo tempo que estamos iniciando em Niterói. Um exemplo é a ação que realizamos no início deste mês, em parceria com a Secretaria de Estado do Ambiente, para a retirada de uma embarcação naufragada na Praia de Itaipu há mais de seis meses, o que era um risco para os banhistas e pescadores da região”, destacou o prefeito.

Foto:Luiz Morier

Foto:Luiz Morier

Foto:Luiz Morier

Foto:Luiz Morier

Anúncios