Mega operação apreende 15 balões e detém baloeiros

Foto: Tercius Barradas

Foto: Tercius Barradas

Realizada pela Cicca, a ação mobilizou o policiais do Comando de Polícia Ambiental da DPMA e fiscais do Inea

por Ascom Inea

 

Quinze balões de pequeno e médio portes e quatro embarcações foram apreendidos e 16 pessoas detidas numa megaoperação realizada hoje (12/05), na região Metropolitana do Rio e na Baía de Guanabara, pela Coordenadoria Integrada de Combate aos Crimes Ambientais da Secretaria de Estado do Ambiente (Cicca/SEA). O objetivo era combater a soltura de balões e prender os responsáveis pela prática deste crime ambiental, muito comum nesta época do ano, especialmente no Dia das Mães, e enquadrado na Lei de Crimes Ambientais 9605/98.

 

 

A megaoperação mobilizou 60 pessoas, entre policiais militares, do Comando de Polícia Ambiental da Delegacia de Proteção ao Meio Ambiente (CPAm/DPMA) e fiscais do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) . Foram utilizados dois botes do Grupo Marítimo da Polícia Militar, um helicóptero da Polícia Militar, uma lancha e um bote do Inea. Os detidos foram encaminhados para a DPMA, localizada em São Cristovão, na Zona Norte do Rio, onde foram autuados e podem ser condenados a penas que variam entre um a três anos de prisão. A multa é entre R$ 1 mil e R$ 10 mil por pessoa.

 

 

A secretária de Estado do Ambiente interina e presidente do Inea, Marilene Ramos, elogiou a ação da Cicca contra os baloeiros e solicitou ajuda à população para que denuncie esta prática criminosa pelo telefone 2253-1157. O chefe da operação e coordenador da Cicca, José Maurício Padrone, considerou um sucesso a ação deflagrada às 5 horas da manhã e constatou que “este ano não ocorreram grandes festivais de balões, como acontece todos os anos no Dia das Mães, em função do trabalho de educação ambiental realizado pelo governo do Estado”. Segundo ele, as solturas de balões tem sido pontuais.

Anúncios