São Gonçalo ganha R$ 300 milhões em obras de saneamento

Sandra Hoffmann

Investimentos do Governo do Estado vão beneficiar 200 mil pessoas

Foto Luiz Morier

A região de Alcântara, no Município de São Gonçalo, receberá investimentos de aproximadamente R$ 300 milhões em obras de esgotamento sanitário, beneficiando uma população de cerca de 200 mil pessoas.

O secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc, e o prefeito de São Gonçalo, Neilton Mulim, assinaram hoje (10/06) convênio de cooperação para a realização de intervenções que irão abranger aimplantação do sistema de coleta e tratamento de esgotos e a construção de Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Alcântara e de nove elevatórias.

Os recursos são do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e do Fundo Estadual de Conservação Ambiental e Desenvolvimento Urbano (Fecam), do Governo do Estado.

As obras fazem parte do Programa de Saneamento dos Municípios do Entorno da Baía de Guanabara (Psam), que prevêobras de esgotamento sanitário e de projetos de saneamento nos 15 municípios do entorno da Baía de Guanabara: Belford Roxo; Cachoeiras de Macacu; Duque de Caxias; Guapimirim; Itaboraí; Magé; Mesquita; Nilópolis; Niterói; Nova Iguaçu; Rio Bonito; Rio de Janeiro; São João de Meriti; São Gonçalo; e Tanguá.

Os recursos totais do Psam somam US$ 452 milhões do BID e R$ 330 milhões do Fecam, como contrapartida do Governo do Estado. Deste total, cerca de R$ 300 milhões serão aplicados em obras de saneamento da região de Alcântara, em São Gonçalo.

Ao participar da assinatura, o secretário Carlos Minc destacou que as obras de esgotamento sanitário irão se juntar a outras iniciativas do Governo do Estado que irão beneficiar São Gonçalo:

“Temos a construção da barragem Guapiaçu, no Município de Cachoeiras de Macacu, que irá melhorar a oferta de água em São Gonçalo, e a recuperação das Bacias dos rios Alcântara e Imboaçu, esta última a cargo do Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Então, somando todas essas iniciativas, os investimentos chegam a cerca de R$ 1 bilhão no Município de São Gonçalo”, explicou o secretário.

As intervenções irão abranger a construção de uma rede coletora de esgoto, uma ETE – com capacidade para tratar 800 litros de esgoto por segundo – e nove elevatórias: uma, de grande porte, com capacidade para bombear 624 litros de esgoto por segundo para a ETE Alcântara, e oito de portes menores, que juntas irão bombear 170 litros de esgoto por segundo para a mesma ETE.

“As obras estão em fase de licitação, com obras previstas para começar no final de 2013 ou início de 2014”, acrescentou o gestor-executivo do Psam, Gelson Serva.

O prefeito de São Gonçalo, Neilton Mulim, comemorou a iniciativa e destacou sua importância para o município, que possui quase um milhão de habitantes:

“A população foi crescendo e o município passou a ter sérios problemas de saneamento. Com esta parceria, vemos que há intenção do Governo do Estado em promover o saneamento no Município de São Gonçalo na sua totalidade. E isso nos traz esperança de melhoria da qualidade de vida e da saúde dos moradores”, destacou o prefeito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s