Inauguração da TV Verde no Complexo do Alemão

Lançamento de projeto de áudio e vídeo da Fábrica Verde contou com abertura de biblioteca ecológica e formatura de nova turma de curso de reciclagem de computadores

Ascom SEA

Flor Jacq

Foto: Luiz Morier

Foto: Luiz Morier

 Depois do bem-sucedido Projeto da Fábrica Verde, de reciclagem de computadores, a Secretaria de Estado do Ambiente (SEA) lançou hoje (20/6), no Complexo do Alemão, outro projeto de qualificação profissional de moradores dessa comunidade pacificada, agora na área de audiovisual: a TV Verde.

Além da formalização do ingresso de 50 alunos na TV Verde, o evento serviu para a promoção de outras iniciativas da Superintendência de Território e Cidadania, da SEA: a formatura de 120 alunos da quinta turma da Fábrica Verde de reciclagem de computadores usados; a inauguração de uma biblioteca comunitária, com livros ecológicos, entre outros; e a assinatura de uma termo de parceria com a Agência Estadual de Fomento (AgeRio), para a oferta de linhas de crédito para pequenas e microempresas.

A partir de agora, com o lançamento da TV Verde, os alunos deste novo projeto da SEA receberão aulas sobre a história do cinema, fotografia, direção, produção, som, edição e finalização de vídeos, bem como aulas sobre cidadania e questões ambientais. Durante cinco meses, serão produzidos quatro vídeos socioambientais.

Na cerimônia de lançamento da TV Verde, foi exibido o primeiro registro dos participantes do curso, que receberão uma bolsa mensal no valor de R$ 120.

Presente ao evento, o secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc, citou o apresentador Chacrinha ao falar da importância da comunicação: “Quem não se comunica se trumbica, já dizia o Velho Guerreiro. Esses jovens não serão mais apenas receptores de informação, mas sim produtores. Vão poder falar e mostrar ao mundo a sua realidade e reivindicações”, disse.

Segundo a superintendente de Território e Cidadania e responsável pelos projetos ligados à Fábrica Verde, Ingrid Gerolimich, a parceria com a Agerio nasceu da necessidade de se dar continuidade às iniciativas da secretaria nessa comunidade pacificada. “Estamos fechando o ciclo. As oficinas qualificam os alunos para o mercado de trabalho e a possibilidade de pegar uma linha de crédito de até R$ 15 mil dá oportunidade das iniciativas saírem do papel.”, disse Ingrid, destacando que o empréstimo será feito a juros de 3% ao ano, e o requerente terá 24 meses para quitá-lo.

A AgeRio já atua no região e, segundo o seu presidente, Domingos Ramos, entre as comunidades pacificadas, o Complexo do Alemão é a que tem menor índice de inadimplência.

Ex-aluno da Fábrica Verde, Bruno Alcântara, que passou por todas as etapas do curso de reciclagem de computadores, chegando a ser monitor e também professor, hoje faz parte da equipe da TV Verde. “Quando me tornei monitor, passei a receber uma bolsa de R$ 600. Foi com esse dinheiro que paguei um curso de operador de câmera no Senac. Hoje sou um profissional registrado.”

Segundo o coordenador pedagógico do projeto TV Verde, cineasta Paulo Balladas, a ideia é que, em breve, todos os vídeos estejam no ar em um canal online. Paulo foi diretor da TV Novo Degase, primeira TV socioeducativa do Brasil.

Foto: Luiz Morier

Foto: Luiz Morier

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s