MANGUEIRA COMEMORA UM ANO DO PROJETO ECOMODA

Aniversário de projeto da Secretaria do Ambiente contou com shows, desfile e formatura da 3ª. turma do curso de moda sustentável

» Rodrigo Burgos

Foto: Luiz Morier

Foto: Luiz Morier

O Projeto EcoModa, da Secretaria de Estado do Ambiente (SEA), comemorou nesta quinta-feira (18/07) um ano de existência e de muito sucesso na Mangueira. Música e homenagens à Cartola marcaram o dia, que contou ainda com a formatura dos 190 alunos da terceira turma do projeto.

A festa de aniversário foi marcada pelos shows da banda local Batuque Favela, que tocou durante o desfile de apresentação da coleção elaborada pela terceira turma do EcoModa, e da cantora Nana Cosac, que homenageou o compositor Cartola, baluarte do samba da Mangueira, com várias músicas, dentre elas a belíssima “As Rosas Não Falam”.

O secretario do Ambiente, Carlos Minc, a superintendente de Território e Cidadania da SEA, Ingrid Gerolimich, e o comandante da UPP da Mangueira, capitão Leonardo Nogueira, estiveram presentes na comemoração.

Minc destacou o amor com o qual é executado o projeto e a imensa transformação de vida que traz para seus participantes:

“Tecer a cidadania para formar uma sociedade inclusiva, transformando lixo em luxo lucrativo e em moda criativa, essa é a meta do EcoModa. Um trabalho requintado, que tem bastante amor e dá sempre a oportunidade de as pessoas progredirem, criando uma vasta e importante consciência ambiental”, disse Minc.

Responsável pelo projeto, Ingrid Gerolimich exaltou a alegria da data e a importância do EcoModa na promoção da autonomia econômica e social dos moradores da Mangueira:

“É uma felicidade muito grande celebrar um ano de atividades do projeto EcoModa, que anda na contramão da lógica produtiva da indústria da moda. Nós reaproveitamos diversos materiais para fazer um trabalho autêntico, em todos os sentidos. No resultado dos produtos confeccionados, que ganham um caráter de exclusividade por conta da matéria-prima utilizada e porque é também um meio de promover a inclusão socioeconômica, gerando trabalho e renda para moradores da Mangueira”, disse Ingrid

Maria da Gloria, de 65 anos, uma das formandas da turma de bordado do EcoModa, contou que com os aprendizados do curso pretende começar a produzir pano de pratos e toalhas bordadas para vender na comunidade, e assim melhorar sua renda mensal:

“O curso foi de uma grande importância para mim. Com ele, pude aprender todas as técnicas de uma nova profissão, aumentar as minhas formas de renda e, por consequência, aprender a dar mais valor ao meio ambiente e aos frutos positivos que ele pode trazer para a nossa sociedade”, disse Maria da Gloria.

O desfile de apresentação das peças da terceira turma de formandos teve como inspiração o musical “Hair”, produto da cultura hippie dos anos 60.

Implantado em 2012, na comunidade pacificada da Mangueira, o EcoModa oferece cursos de qualificação profissional na área de moda sustentável.

A partir da aplicação de tecidos e roupas usadas, entre outros produtos recicláveis, o projeto promove cursos de corte e costura, modelagem, desenho e ilustração de moda, bordado, estamparia, serigrafia e acessórios. O objetivo geral é estimular a formação de uma nova consciência ambiental em relação à produção da moda, com o reaproveitamento de materiais diversos.

Com a conclusão de sua terceira turma, o EcoModa totaliza 450 alunos formados nos cursos de moda sustentável.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s