GOVERNO DO ESTADO INICIA RECUPERAÇÃO AMBIENTAL DA PRAIA DE SÃO CONRADO

Programa Sena Limpa modernizará sistema de esgotamento sanitário do bairro, beneficiando banhistas e 15 mil moradores

Ascom SEA

» Sandra Hoffmann

Foto: Luiz Morier

Foto: Luiz Morier

O Programa Sena Limpa, que visa a melhorar a qualidade das águas de seis das principais praias do Rio de Janeiro, chegou hoje (11/9) a São Conrado, em benefício de banhistas e de cerca de 15 mil moradores do bairro, na Zona Sul do Rio.

Com investimentos da ordem de R$ 30 milhões, do Fundo Estadual de Conservação Ambiental (Fecam), o projeto modernizará o sistema de esgotamento sanitário da Bacia da Praia de São Conrado, contribuindo para melhorar as condições de balneabilidade de suas águas; um compromisso olímpico do Governo do Estado.

Ao participar da cerimônia que marcou o início das obras de modernização do sistema de esgotamento sanitário de São Conrado, o secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc, disse que as intervenções compreendem 14 ações, dentre elas, a troca de dois tubulões, a reforma da Estação Elevatória de São Conrado e a construção de uma galeria de cintura para a captação de esgoto.

Fruto de parceria entre o Governo do Estado – através da Cedae e da Secretaria do Ambiente – e a Prefeitura do Rio, a iniciativa tem o objetivo de garantir a preservação do ecossistema daquela região, tendo como perspectiva o seu crescimento nos próximos 30 anos.

Ao ressaltar que o Sena Limpa avança em várias praias, Minc afirmou que os resultados já podem ser percebidos:

“A Praia Vermelha está 95% do tempo própria para o banho. As obras de captação de esgoto provenientes da Cruzada São Sebastião, do Jardim de Alah, do Cantagalo e do Pavão-Pavãozinho ajudaram a melhorar em 60% a balneabilidade da Praia de Ipanema. E, muito em breve, vamos ter a Praia de São Conrado balneável, uma antiga reivindicação de moradores, ambientalistas e surfistas da região. A obra é uma parceria com a Cedae e a Prefeitura do Rio”, disse o secretário, ressaltando que o Programa Sena Limpa II vai beneficiar outras praias do Rio, entre elas, a de Paquetá, Botafogo e Copacabana.

O presidente da Cedae, Wagner Victer, disse que uma das intervenções mais importantes serão a ampliação e modernização da Estação Elevatória de São Conrado, com capacidade para bombear 200 litros de esgoto por segundo.

“Essa elevatória será ampliada e modernizada dentro das mais avançadas técnicas de automatização, redução de consumo, energia elétrica, baixo nível de ruído e sistema de desodorização próprio. Os esgotos dessa elevatória seguirão para a Estação Elevatória do Leblon, tendo como destino final o emissário submarino de Ipanema”, disse Victer.

As obras em São Conrado, a cargo da Cedae, consistem ainda na implantação de 615 metros de coletores auxiliares, ampliando dessa forma o sistema de esgotamento sanitário da comunidade do Vidigal. Além disso, as duas linhas no costão da Avenida Niemeyer, que bombeiam os esgotos da Estação Elevatória de São Conrado para a Estação Elevatória do Leblon – que são antigas e sofreram desgaste de material por conta da maresia –, serão substituídas e ampliadas por outras tubulações mais resistentes.

Por sua vez, a Prefeitura do Rio fará uma série de obras em São Conrado, como a instalação do Canal de Tempo Seco da Rocinha, obras referentes à Laje da Praia, captação do Rio Canoas para o Rio Pires, drenagem do tramo do Rio Canoas e melhoria da captação do Rio Pires para a estação elevatória de esgotos da prefeitura.

O presidente da Associação dos Moradores e Amigos de São Conrado (Amasco), José Britz, afirmou estar otimista e que acredita que as intervenções irão mudar a realidade do bairro:

“Esta é uma obra que, inclusive, os políticos não gostam muito porque o saneamento não aparece. Mas, aqui em São Conrado, vai aparecer porque nós acreditamos que a praia vai ficar limpa. A Rio Águas já começou a atuar na canalização de todo o esgoto e a Cedae já está reformando a elevatória. Então, isso tudo vai mudar a nossa realidade. Vamos colaborar no que for preciso com o Estado e com a Prefeitura do Rio”, disse Britz.

Morador da região há mais de 15 anos e proprietário de um quiosque na Praia de São Conrado, o surfista Frederico Cardoso, 29 anos, disse que vai fiscalizar o cumprimento de tudo o que foi apresentado pelo poder público:

“As autoridades apresentam o projeto, no papel, sempre tudo muito bom e bonito. Quero saber se, efetivamente, tudo será colocado em prática e se essas iniciativas anunciadas hoje irão, de fato, despoluir a Praia de São Conrado. Estou esperançoso, mas vou ficar de olho nesse trabalho”, afirmou.

Lançado em 2012, com investimentos de R$ 150 milhões, o Programa Sena Limpa visa a melhorar a qualidade das águas de seis das principais praias da orla do Rio até 2014: São Conrado, Leblon, Ipanema, Leme e Urca, na Zona Sul, e Praia da Bica, na Ilha do Governador, na Zona Norte, situada dentro da Baía de Guanabara.

Foto: Luiz Morier

Foto: Luiz Morier

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s