DIA MUNDIAL DE LIMPEZA DAS PRAIAS, RIOS E LAGOAS

Cerca de dez toneladas de lixo foram coletadas por centenas de voluntários em vários pontos da Cidade do Rio de Janeiro

Ascom SEA

» Rodrigo Burgos

Foto: Luiz Morier

Foto: Luiz Morier

Com apoio da Secretaria de Estado do Ambiente (SEA), foi realizado neste sábado (21/9) a 11ª Campanha do Dia Mundial de Limpeza de Ilhas, Rios, Lagos, Praias e Lagoas, que coletou cerca de dez toneladas de lixo do meio ambiente em vários pontos da Cidade do Rio de Janeiro.

Organizada pelo Instituto Ecológico Aqualung, o mutirão de limpeza contou com centenas de voluntários, munidos de sacolas plásticas recicláveis e luvas. A iniciativa aconteceu, simultaneamente, em mais de cem localidades do Brasil, nos estados do Rio de Janeiro, Sergipe e Maranhão, onde foram recolhidas aproximadamente 25 toneladas de lixo.

Na Cidade do Rio de Janeiro, o mutirão de limpeza foi promovido nas praias de Copacabana, Ipanema e Barra, além da orla da Lagoa Rodrigo de Freitas. A SEA, através do Programa Ambiente em Ação, realizou oficinas de materiais reutilizáveis na Lagoa Rodrigo de Freitas. Parte do lixo recolhido hoje será encaminhada para reciclagem por cooperativas de catadores.

Em Copacabana, em frente Hotel JW Marriott, o secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc, participou da iniciativa, que recolheu duas toneladas e meia de microlixo (guimbas de cigarro, tampinhas de garrafas, canudinhos) e contou com apoio de estudantes e jovens das comunidades da Formiga, do Tabajara e dos Cabritos.

Minc afirmou que o coco é um dos itens mais despejados nas praias cariocas, e o mutirão de limpeza promovido hoje é de extrema importância para a criação de uma cultura ambiental de reciclagem, contribuindo para uma mudança de hábitos benéfica para o lazer, o meio ambiente e a saúde:

“O coco é extremamente proveitoso para diversos fins. Estamos com um projeto grande em Duque de Caxias para ampliação da rede de coleta e reaproveitamento do coco, disse, acrescentando: “Ver crianças envolvidas nessas atividades é de extrema importância para dar bons exemplos aos adultos. Só multa não adianta, é preciso esse tipo de iniciativa, dando um avanço à cultura ambiental. Praia não é lixeira”, disse.

Pertencente ao movimento internacional Clean up the World (CUW), a campanha mobiliza anualmente cerca de 35 milhões de voluntários em 125 países em ações de limpeza de lixo. O objetivo da ação é conscientizar a população para a prática de atitudes sustentáveis e ainda promover ações para solucionar os problemas ambientais de praias, rios e lagoas.

Durante a campanha deste ano, o Projeto Tatuí ofereceu o Prêmio Tatuí 2013 para o aluno que coletasse a maior quantidade de lixo. O projeto tem o objetivo de reunir crianças, jovens, professores, pais e responsáveis numa gincana ecológica de coleta de microlixo.

O Clean Up the World (CUW) é uma das maiores ações globais de limpeza e conservação do meio ambiente. O projeto existe desde 1993, sendo apoiado pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (Pnuma).

No Brasil, a campanha existe desde 2003, organizada pelo Instituto Ecológico Aqualung, com o apoio do Ministério do Meio Ambiente, da Marinha do Brasil, da Secretaria de Estado do Ambiente do Rio de Janeiro, do Greenpeace (Brasil) e dos Defensores da Terra, entre outros órgãos, instituições governamentais e ONGs.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s