Secretaria do Ambiente lança site Guanabara Limpa

População ganha ferramenta para acompanhar desenvolvimento das 12 iniciativas de plano de despoluição da Baía de Guanabara

 Ascom SEA

Steven McCane

1815466

A Secretaria de Estado do Ambiente (SEA) lançou hoje (22/10) o site Guanabara Limpa, que reúne as 12 ações que visam à despoluição da Baía Guanabara. Em coletiva realizada no prédio da SEA, o secretário do Ambiente, Carlos Minc, apresentou o site que mostra o desenvolvimento das iniciativas de revitalização da baía e convidou a população a participar desse importante processo de recuperação ambiental com sugestões e atitudes sustentáveis.

 

As ações do Plano Guanabara Limpa envolvem desde obras de esgotamento sanitário até ações de reflorestamento, coleta de lixo flutuante e educação ambiental. O site www.guanabaralimpa.eco.br exibe com transparência o andamento em tempo real das metas de 12 ações do Plano Guanabara Limpa através de galeria de imagens, vídeos e notícias sobre a baía, com espaço para a população colaborar com críticas, sugestões e denúncias de crimes ambientais sobre esse importante cartão-postal do Rio de Janeiro.

 

Dentre as novidades exibidas no Guanabara Limpa, estão a inauguração da Unidade de Tratamento (UTR) do Rio Irajá, prevista para final de novembro, a instalação de oito ecobarreiras na foz de rios e contratação de dez embarcações para impedir a disseminação de lixo flutuantes nas águas da Baía de Guanabara, além do lançamento da segunda etapa do Programa Sena Limpa, que irá beneficiar quatro praias da baía, e a construção da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Alcântara, a ser licitada até o final de 2013.

 

Minc ressaltou o envolvimento de diversos órgãos públicos e do setor privado nas intervenções do Plano Guanabara Limpa, que contam com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), Fundo Estadual de Conservação Ambiental (Fecam), além de recursos de Termos de Ajustamento de Conduta (TACs) firmados com grandes empreendimentos instalados ao redor da baía, como o Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj) e a Refinaria Duque de Caxias (Reduc).

 

“Em 2006, o antigo Programa de Despoluição da Baía de Guanabara (PDBG) construiu quatro ETEs que tratavam zero litro de esgoto. A maior estação, ETE Alegria, no Caju, que atualmente trata 2.350 litros de esgoto por segundo, terá sua capacidade dobrada até 2016. Hoje estamos ampliando as redes coletoras de esgoto de São Gonçalo e Itaboraí, com recursos do Comperj, e da Baixada Fluminense, que serão interligadas a essas estações, ajudando a alcançar o compromisso olímpico de sanear a Baía de Guanabara em 80% e, principalmente, atingir nossa meta ambiental”, disse o secretário.

 

Uma das ações de esgotamento sanitário, o Programa Sena Limpa, já mostrou resultados positivos na Praia Vermelha que se encontra com balneabilidade em 95% do ano. A segunda etapa do programa, prevista para início de 2014, irá beneficiar as praias da Ilha de Paquetá, da Guanabara, na Ilha do Governador, e de Botafogo e Flamengo, Zona Sul do Rio.

 

Outra importante ação para o saneamento ambiental da baía são as cinco Unidades de Tratamento de Rios (UTRs) previstas para serem instaladas na foz dos principais corpos hídricos que deságuam na baía e removem cerca de 90% dos resíduos sólidos e coliformes fecais da água.

 

Segundo o secretário Carlos Minc, as UTRs não substituem as obras de saneamento, apenas aceleram a recuperação da baía. E após a conclusão das redes de saneamento dos municípios, podem ser transferidas para outros corpos hídricos. Com inauguração prevista para final de novembro, a UTR do Rio Irajá removerá 12% das fontes de poluição hídrica que deságuam na baía.

 

Minc afirmou que as ações de recuperação ambiental ao redor da baía, como o reflorestamento do entorno do Comperj e a revitalização do Canal do Fundão, que possibilitou a abertura de cinco estaleiros que estavam desativados há mais de 10 anos, possibilitaram a criação de cerca de 10.000 empregos de forma direta e indireta.

 

Também participaram da cerimônia de lançamento a presidente do Instituto Estadual do Ambiente, Marilene Ramos, o subsecretário-executivo da SEA, Luiz Firmino, e o gerente-executivo do Programa de Saneamento do Entorno da Baía de Guanabara (Psam), Gelson Serva.

1815460

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s