GOVERNO DO ESTADO DISTRIBUI KITS PARA DESOCUPAÇÃO EMERGENCIAL EM PETRÓPOLIS

Com apoio da Secretaria do Ambiente, Defesa Civil orienta moradores sobre procedimentos de fuga em caso de chuvas fortes na Região Serrana

Ascom SEA

» Isabela Vasconcellos

minc entrega de kit 1

Promovida pela Defesa Civil Municipal de Petrópolis, na Região Serrana, com apoio da Secretaria de Estado do Ambiente (SEA), monitores socioambientais e voluntários distribuíram hoje (10/12) kits preventivos de desocupação emergencial em casas do Vale do Cuiabá, no distrito de Itaipava – região duramente castigada pelo evento climático extremo de 2011.

Ao longo do dia, terão sido entregues 700 kits para moradores, contendo itens como ímãs de geladeira com orientações para desocupação imediata, capas de chuva e uma pasta plástica com vedação impermeável para que as pessoas possam guardas seus documentos e remédios e carregá-los em situações emergenciais que demandem a desocupação urgente de suas casas.

Distribuição semelhante, também com a participação de monitores socioambientais e voluntários capacitados pelo Programa Mãos à Obra, da Superintendência de Educação Ambiente (Seam) da SEA, foi promovida, sábado passado, nos municípios de Teresópolis e Nova Friburgo, duas outras cidades da Região Serrana atingidas pela chuva torrencial de 2011.

A distribuição de hoje, em Itaipava, foi lançada oficialmente pelo secretário estadual do Ambiente, Carlos Minc:

“Já entregamos os kits em Teresópolis e Friburgo. Não é apenas entregar, devemos fazer um trabalho de educação ambiental, conscientizando a população a não jogar lixo dentro dos rios e não construir moradias nas encostas. A Defesa Civil de Petrópolis realizou reuniões com a população para definir os locais de abrigo, quais casas possuem pessoas portadoras de necessidades especiais e quais serão os voluntários responsáveis por acompanhar cada morador ao local determinado. O importante é saber para onde ir, como proceder, onde guardar os documentos e não entrar em pânico”, ressaltou Minc.

Os ímãs contêm orientações para desocupação imediata, como se lembrar de desligar o gás para evitar o risco de explosões, bem como a eletricidade, levar o kit de desocupação a fim de garantir a guarda e preservação de documentos familiares e ainda os procedimentos básicos para o retorno às residências. Os moradores também receberam informações sobre rotas de fuga e os locais de apoio para onde devem se dirigir em caso de alarme.

Para a elaboração dos chamados Planos de Ação Comunitários de Prevenção e Enfrentamento de Acidentes e Desastres Naturais, promovidos pela SEA, a mobilização da comunidade durou 18 meses, incluindo a capacitação de 60 moradores socioambientais, através de um curso de 200 horas, dado pela Universidade do Estado Rio de Janeiro (Uerj), executora do Programa Mãos à Obra.

Em diversos encontros, moradores de Nova Friburgo, Petrópolis e Teresópolis deram sugestões para a formatação dos planos de ação. A entrega dos kits faz parte da mobilização para a disseminação desses planos, que foram desenvolvidos pela Seam/SEA após as chuvas de 2011, o maior evento climático registrado no Brasil até hoje.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s