Audiência critica ensino religioso confessional em escolas públicas estaduais

Comissão contra intolerância religiosa da Alerj reúne estudiosos para debater formas de combate à doutrinação que afronta Estado laico

Quando: sexta-feira (30/5/2014); às 14h

Onde: Palácio Tiradentes (Alerj); sala 316

Educação Laica_01

As aulas de ensino religioso de cunho confessional e doutrinário nas escolas públicas estaduais estarão na berlinda, nesta sexta-feira, em audiência promovida pela Comissão de Combate à Discriminação Racial e Intolerância Religiosa da Alerj, com a participação de estudiosos do tema do Iser (Instituto de Estudos da Religião) e professores das universidades UFRJ, UFF e Uerj.

A audiência – que visa a articular novas ações de combate à lei que, há dez anos, criou essa polêmica política educacional em escolas públicas – foi convocada após denúncias de professores que se sentiram constrangidos quando, num encontro de mestres de ensino religioso, foi distribuída cartilha da Jornada Mundial da Juventude, da Igreja Católica.

O presidente da comissão da Alerj, deputado Carlos Minc, ingressou há tempos na Justiça contra a lei, questionando sua constitucionalidade.

 

Para Minc, uma educação inter-religiosa deve ensinar a história de todas as religiões, de um ponto de vista histórico, e não doutrinar os mandamentos de cada religião, de um ponto de vista confessional, em escolas públicas.

 

“Este tipo de ensino de caráter confessional, dentro da liberdade religiosa, cabe nas escolas vinculadas a cada credo religioso”, afirma Minc.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s