Parada LGBT reúne mais de 1 milhão em Copacabana contra a homofobia

Autor de lei contra discriminação a homossexuais, Minc pede direitos iguais, mais liberdade e mais amor

Autor de lei contra discriminação a homossexuais, Minc pede direitos iguais, mais liberdade e mais amor

Ascom

Isabela Vasconcellos

Numa passeata colorida e alegre, a 19ª Parada do Orgulho LGBT Rio – 2014, realizada na tarde deste domingo (16/11) na orla de Copacabana, contou com a presença de cerca de um milhão de pessoas. Com o lema Somos Milhões de Vozes, o desfile lembrou os milhares de LGBTs que sofrem algum tipo de violência homofóbica por conta de sua orientação sexual e identidade de gênero.

 Promovido pelo Grupo Arco-íris de Cidadania LGBT e pelo Instituto Arco-Íris, o evento deste ano abordou os principais avanços em políticas públicas, com os manifestantes pedindo respeito e o fim da violência à população LGBT (lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais).

Antigo defensor dos direitos dos homossexuais, o deputado estadual Carlos Minc, que já participa do desfile há 18 anos, é autor da primera lei do Brasil e da América Latina contra a homofobia, que penaliza, com multas e até interdição, estabelecimentos públicos e privados que discriminem pessoas por sua orientação sexual (Lei 3406/00).

“A família é aquela que se constrói com amor, aquela que está nas ruas e é reconhecida pelo povo, pelo amor e pela alegria. Temei reacionários e conservadores! Chega de pregação de preconceito, de estigma e de discriminação. O povo está nas ruas pedindo direitos iguais, mais liberdade e mais amor. Viva a Parada LGBT! Viva os direitos de cidadania de todos os LGBTs do Brasil! Muito amor e muita luta libertária!”

A Lei Estadual 3406/2000, de Minc, que por 12 anos proibiu a discriminação em ambientes públicos e privados, foi derrubada pela Justiça em 2012 – sob o argumento de que uma lei do gênero teria que ser iniciativa do Poder Executivo e não do Poder Legislativo.

A pedido de Minc, o então governador Sérgio Cabral enviou então para a Alerj, em 2013, projeto de lei com o mesmo espírito da lei de Minc que fora derrubada. Mas o lobby de deputados homofóbicos paralisou o andamento do PL. Minc luta agora para desengavetar o projeto, para que seja votado.

Organizada desde 1995, a Parada do Orgulho LGBT Rio leva às ruas pessoas que lutam por direitos iguais, que combatem a intolerância, o preconceito e o ódio, dando voz àqueles que por tantos anos viveram à margem da sociedade.

 “A cada ano a Parada do Orgulho se torna mais forte e representativa no que se refere às questões que tanto atingem lésbicas, gays, bissesexuais, travestis e transexuais, como homofobia e intolerância.  A violência contra a nossa comunidade ainda permanece em patamares altíssimos. No Brasil, a cada dia um homossexual é assassinado. Isso nos traz uma situação muito séria de preconceito. Quero aproveitar essa parada e pedir que o Congresso Nacional assuma uma agenda em defesa da cidadania da comunidade LGBT. Queremos apoio com urgência à criminalização da homofobia”, disse Cláudio Nascimento, superintendente de Direitos Individuais, Coletivos e Difusos da Secretaria de Estado de Assistência Social de Direitos Humanos.


Ato público contra pressões da bancada evangélica

Em agosto deste ano, ativistas do Movimento LGBT colocaram uma capa gigante do Arco-Íris na Estátua de Tiradentes, onde fica a sede da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), no Centro do Rio.

O ato público chamou a atenção da sociedade sobre o projeto de lei, de autoria do Poder Executivo, que está parado na Alerj, que penaliza ações discriminatórias a homossexuais em locais públicos, como bares e restaurantes.

O PL 2054/2013 estabelece penalidades administrativas aos estabelecimentos e agentes públicos que discriminem as pessoas em razão de sua orientação sexual e identidade de gênero. O projeto de lei visa a ocupar o espaço legal deixado pela derrubada da Lei 3406/00, pelo Tribunal de Justiça, que vigorou por 12 anos.

Foto: Isabela Vasconcellos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s