Alerj lança Frente Parlamentar Ambientalista do RJ

Parlamentares e especialistas se unem para combater problemas ambientais fluminenses, como crise hídrica e saneamento básico deficiente 

O avanço do cadastro ambiental rural (CAR), a ampliação do saneamento em municípios do interior, a restauração vegetal de rios e lagoas e o Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) no território fluminense, entre outros, foram algumas das propostas feitas, hoje (26/6), por deputados e especialistas no lançamento da Frente Parlamentar Ambientalista do Estado do Rio de Janeiro (FPARJ), na Alerj.

O objetivo da FPARJ, que foi articulada pelo deputado estadual Carlos Minc, foi unir parlamentares no combate a problemas ambientais do estado, atuando junto com a sociedade civil, apoiando iniciativas governamentais e não governamentais que visem a alcançar padrões sustentáveis de desenvolvimento. Especialistas como o pesquisador e oceanógrafo David Zee, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), e o professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) Paulo Canedo darão apoio ao trabalho da frente.

No início da cerimônia, foi realizada uma homenagem a José Roberto de Souza Araújo, conhecido carinhosamente como Zé dos Peixes, que faleceu recentemente. Familiares receberam das mãos dos deputados um certificado e uma escultura do peixe surubim-do-paraíba, um dos peixes que Zé Roberto tanto defendeu.

Um dos maiores especialistas da fauna do Rio Paraíba do Sul, José Roberto de Souza Araújo ainda será o nome do futuro Refúgio de Vida Silvestre, que, segundo o secretário do Ambiente, André Corrêa, que participou do lançamento da frente, será criado às margens do Paraíba do Sul, na região do Médio-Paraíba.

“Estamos selecionando diversos projetos, para unir esforços e estabelecer mecanismos para mitigar os problemas de degradação ambiental no Estado do Rio”, disse Minc, ressaltando a elaboração de seu Projeto de Lei 453/2015, em tramitação na Alerj, que cria o Programa Estadual de Pagamento por Serviços Ambientais.

Também presente ao lançamento da frente, o deputado federal, Alessandro Molon, disse que a Frente Parlamentar da Câmara dos Deputados está à disposição para ajudar e trocar experiências e ideias.

“Os rios já chegam poluídos na cidade, não adianta cuidarmos deles apenas quando chegam aqui. Temos que tratar desse problema direto nas nascentes, que é onde realmente começa a poluição. E mais importante ainda é colocarmos urgentemente em campo o Cadastro Ambiental Rural, é um instrumento fundamental para a recuperação da Mata Atlântica e preservação da biodiversidade”, afirmou o diretor do Instituto Terra, Maurício Ruiz.

O Cadastro Ambiental Rural permite o registro público dos imóveis rurais, sendo um dos instrumentos fundamentais para a implementação do Código Florestal e a promoção de iniciativas de preservação ambiental.

Participaram do lançamento da  Frente Parlamentar Ambientalista, entre outros, os parlamentares André Lazaronni, Thiago Pampolha, Nivaldo Mulin e Luiz Paulo Corrêa da Rocha, além do secretário estadual do Ambiente, André Corrêa, o ex-presidente do Instituto Estadual do Ambiente (Inea) Luiz Firmino Martins.

9004

9012

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s