Vítimas da Inquisição no Brasil serão lembradas anualmente em 31 de março

Lei de Minc institui dia estadual em memória de 300 judeus​,​ ​​homossexuais, ciganos e “bruxas” que foram mortos na fogueira

O governador Luiz Fernando Pezão sancionou a Lei 7094/15, de autoria do deputado Carlos Minc, que institui, no calendário oficial do Estado do Rio de Janeiro, o Dia Estadual em Memória às Vítimas da Inquisição no Brasil. Com a lei, cuja sanção foi publicada no Diário Oficial de hoje (27/10), serão lembradas anualmente, em 31 de março, as torturas e mortes na fogueira de mais de 300 homossexuais, judeus, ciganos e “feiticeiras”.

“É importante resgatar essa triste memória do Brasil Colonial, até para não haver uma recaída. Nada mais justo e oportuno do que homenagearmos esses mártires do passado. Estamos vivendo um momento conservador, que pode colocar na moda alguns dos temas da Inquisição no Brasil, como perseguições a gays e a intolerância religiosa. A cada dia, aumentam os casos de violência contra homossexuais e adeptos do candomblé e da umbanda”, afirma Minc.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s