Agências bancárias na Tijuca são autuadas por demora no atendimento 

Em blitz da Comissão do Cumpra-se!, do Procon e do Sindicato dos Bancários, Itaú, Bradesco e Banco do Brasil foram flagrados cometendo diversas irregularidades

Dez das 13 agências bancárias da Praça Saens Peña, na Tijuca (Zona Norte), foram autuadas hoje (10/12) por diversas irregularidades – como a espera de clientes na fila por mais de 20 minutos – em ação de fiscalização promovida pela Comissão pelo Cumprimento das Leis da Alerj, Procon-RJ e Sindicato dos Bancários.

As agências do Bradesco, da Rua Conde de Bonfim, 372-A e 160; Itaú, da Rua Conde de Bonfim, 190, 323, 390 e 452; Santander da Praça Saens Peña, 61; Caixa Econômica Federal do Shopping Tijuca e da Praça Saens Peña, 33; e Banco do Brasil da Rua Conde de Bonfim, 369-A foram notificadas pelo Procon-RJ por não apresentarem barreiras visuais, ou biombos, para evitar os roubos conhecidos como saidinhas de banco; falta de guarda-volumes antes da porta giratória, para que os clientes depositem em segurança objetos que possam provocar o travamento da porta; ausência de contratos em braille; ausência de cadeira de rodas; restrição de acesso aos clientes ao banheiro e bebedouro; e a não emissão da autenticação eletrônica no próprio boleto de pagamento – além dos clientes ficarem mais de 20 minutos na fila, o que é proibido pela Lei 4223/03.

De autoria do deputado Carlos Minc, a Lei 4223/03 determina que o atendimento ao cliente não pode ultrapassar os 20 minutos. Outra lei, municipal, estabelece o máximo de 15 minutos para idosos e pessoas com necessidades especiais.

“Constatamos irregularidades, e essas agências já foram autuadas. As filas são grandes e há demora no atendimento. As agências não computam a fila que se forma do lado de fora. Constatamos idosos e pessoas com deficiência esperando mais de 45 minutos. Um absurdo! A lei defende o consumidor e o emprego dos bancários”, afirma o presidente da Comissão do Cumpra-se!, deputado Carlos Minc.

Outras três agências das redondezas não apresentaram irregularidades: Caixa Econômica Federal, da Rua Conde de Bonfim, 302 e Santander, do Shopping Tijuca e na Rua Conde de Bonfim, 395.

O diretor de fiscalização do Procon-RJ, Fábio Domingos da Costa, afirmou que a fiscalização de hoje foi realizada após denúncias de clientes que estariam esperando mais de uma hora na fila para serem atendidos.

“O Itaú é o campeão pelo não cumprimento da lei. Identificamos irregularidades nessas agências e, consequentemente, foram autuadas. Falta de livros de reclamação, de cadeira de rodas, de armário para pertences no caso de haver portas giratórias, de só haver acesso a banheiro com autorização da gerência etc. Essas fiscalizações precisam ser constantes, e os consumidores precisam ficar atentos e exigirem seus direitos”, disse Domingos da Costa.

Todas as agências onde foram encontradas irregularidades foram autuadas – e serão multadas. Em cada auto de infração, constam problemas identificados em cada agência. A média de multas para estas infrações e para estes bancos deverá ser entre R$ 30 mil e R$ 50 mil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s